Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Quem sai aos seus

Um blogue para a Madalena, para a Teresa e para a Francisca.

Se ainda não têm fatiota para o casamento da Inês...

... Podem pôr os olhinhos na passadeira vermelha dos Emmy.

Para o costume, vimos muita qualidade e muita coisa bonita. Vá, a Inês* merece! Não se acanhem...

Como disse ontem, o encarnado foi a cor. Só assim de memória, a escolhida de January Jones (belíssima), Claire Danes (gosto sempre), Julia Louis-Dreyfus (uma das grandes vencedoras da noite) e Heidi Klum. A Heidinha, por acaso, merece uma menção especial (e honrosa). Há anos que não a via bem vestida em cerimónia alguma. O modelo da noite passada era do Zac Posen, senhor que, aliás, a acompanhou. Isso, porém, já me parece para lá de deprimente. Mas, bom, é lá com a ela.

Entre os muito bons (para o meu apetite, claro está), a Julia Roberts, mas aí o sorriso é metade do design; Kate Walsh, a senhora da "Clínica Privada"; Sofia Vergara (mas este não podem levar ao casório porque é branco e porque é preciso ter um rabo maravilhoso, que têm, mas vamos tentar não ofuscar a noiva); Michelle Dockery, sempre com aquela pose que aprendeu para o "Downton Abbey" mas que lhe fica a matar; e de algumas mais desconhecidas Giuliana Rinci (apresentadora do E!), a miúda de "O Meu Primeiro Beijo", a trans Laverne Cox ou a Kate Mara. Quase todos também em branco. A Giuliana, por acaso, ia de vermelho.

 

Claro que houve uns tiros ao lado. Como sempre. E nem estou a falar do que vestem a Octavia Spencer ou a Melissa McCarthy. Não avalio miúdas com corpos menos que bons. Estou a falar de Katherine Heigl, por exemplo. Que raio de cor era aquela? Como é possível levar um vestido que é lindo, que assenta maravilhosamente, ms cuja cor -- champanhe -- e penteado -- estilo avózinha -- podem arruinar tudo? Vi-a chegar e nem achei mau mas com a luzes... Horróroso! E nem era a pior.

 

Uma morena, tipo Kerry Washington, tinha aguentado aquele vestido na boa, mas a Olivia Pope tem a mania que é original. A propósito, não entendo a agitação com esta atriz. Não me parece que o "Scandal" seja alguma coisa de especial, mas, bom, anda tudo doido com a Kerry. Até o stylist dela, pelos vistos. Que raio de trapo.

 

A Sarah Silverman também não estava no seu melhor. Acho a ideia de vestir uma maria-rapaz de princesa adorável mas é preciso um vestido giro. Um verde escuro com aplicações de pedraria... Ná... Apesar de lhe ficar razoavelmente bem, para o género. Também não sei o que deu à Mayim Bialik, eterna Blossom, para me ir com um vestido de renda de azul elétrico. Está tudo doido. Bem sei que ela cavalga a cena do nariz judio e de não ser lá muito gira em "A Teoria do Big Bang", mas, malta, é só um papel. Ela consegue mais.

 

Outros "é-pá-quase-lá-mas-não": Debra Messing (tem sempre qualquer coisa de desarranjado e sem brilho, ruço mesmo) e Camila Alves. O vestido da mais-que-tudo do Matthew McCounaughey era giro. Não se pode dizer o contrário. Ela é linda. Também não vou agora dizer que não, mas parece-me sempre muito cabeluda, um pouco pirosa. De modo geral, acho-a mal vestidota. Ontem, não foi exceção.

 

E é isto. Não há cá fotos para ninguém. Mas por este link chega-se a uma maravilhosa galeria de fotos do DN, onde, com autorização para publicação e contra o pagamento de um cheque mensal, a malta da Reuters faz o favor de meter repórteres onde eles são precisos. Nas passadeiras vermelhas. Claro está.

 

*A Inês é uma moça de quem gosto muito e que se casa em menos de um mês. Como sei que ela não vai ter muito tempo para a net nos próximos tempos, ficam já os votos de felicidades. Já agora, a ver se alguém mais disponível se lembra de postar fotos da noiva no grande dia -- #noivamaislinda

Diz que entregaram os MTV Video Music Awards

Coisas muito importantes que me passam pela cabeça depois de ver as fotos da gala dos MTV Video Music Awards:

- Kim Kardashian, filha, isso ontem saiu-te mesmo mal. Saíste de casa sem te veres ao espelho? Esse modelito estava bom para ires jantar ao mercado da Ribeira com o Kanye, mas para uma cerimónia, em LA? De menos. E mamas de mais.

- Jennifer Lopez está velha. Boazona. Mas velha. - Demi Lovato. Outra para quem a passagem do tempo não tem sido amável.

- A Miley Cirus não tem um ar bom.

- A Taylor Swift sim.

- Lorde, amiga, ainda bem que estás numa de ser alternativa porque o mainstream passa bem sem a tua cara de bruxa assustada.

- Usher: bela camisa. E não estou a gozar.

- Beyoncé, Jay Z e a Blue Ivy adoráveis. O melhor da noite. Tenho um desgosto se esta família se separa.

O novo programa do Ricardo Araújo Pereira

Curta e grossa, que é para não maçar muito com este assunto, vinha cá fazer uma apreciação séria sobre o programa "Melhor do que Falecer":

 

1. Ricardo Araújo Pereira (doravante referido como RAP) não me fez rir. Achei os sotaques previsíveis e mais do mesmo. Não apenas por alguns dos sketeches serem pratos requentados do que faz na Mixórdia de Temáticas da mesma forma que os textos da Visão são reproduzidos no programa "Governo Sombra" (TSF/ TVI24). Não me ri, porque não me ri. Talvez para a semana.

 

2. Mas não acho o programa mau. A fotografia é linda, há planos muitos giros e diferentes, o genérico é incrível, a música feita de propósito para a ocasião pelo Armando Teixeira (que colaborou anteriormente com os Gato e, juraria, faz a música do genérico da Mixórdia de Temáticas) e cantada pelo Camané é gira. Achei graça.

 

3. Se tomasse por absolutas as considerações que os meus "amigos" fazem no Facebook, diria que o programa era um fracasso. As audiências, porém, desmentem-nos. Penso que talvez se confunda a pessoa, um pouco desagradável para a imprensa em geral, com o humorista, bastante profissional. Uma coisa não invalida a outra.

 

4. Além disso, e ao contrário do que aconteceu com aquele (lamentável) regresso dos Gato Fedorento à SIC, com Nick Nolte, este programa está a ter o condão de pôr as pessoas a falarem. E, não sei se já disse, gosto dos planos, da luz, da montagem... Acho aquilo bastante diferente. E ontem, por exemplo, o Miguel Guilherme fez uma Judite Sousa impecável.

 

5. Mas o mais giro mesmo foi ver no genérico que a empresa que fornece o catering é... da mulher do Ricardo Araújo Pereira.

Querido Panda

A Mini descobriu o audiovisual.




Sua mãe esteve vários minutos a dar-lhe no repeat, a pôr para trás o início do DVD Panda vai à Escola. (Reparem que, em homenagem ao meu novo local de trabalho já uso o nome dos programas, músicas ou filmes em itálico e não entre aspas como fazia anteriormente).


E porquê? Porque sôdona Mini está vidrada no bicho. Há-os por todo o DVD, de todas as formas e feitios, e ela podia contentar-se com um qualquer. Mas não. Tem de ser este o que está à entrada da escola João de Deus* a dizer adeus, que sobe as escadas aos pulinhos, enquanto uma criança diz Paaaaaaaaanda... Paaaaaaaaaaaaaaaaaaaanda... Paaaaaaaaaaaaaaaaaaaaanda... ** Lindo!


 


Podia pôr aqui o link, podia, mas não encontro o vídeo no YouTube.


 


*Uma escola que acolhe as gravações de um DVD do Panda ganha ou perde pontos no ranking da educação?


 


**Vamos tentar ignorar o facto de este animal que parece tão carinhoso e fofo ser um dos mais perigosos do mundo. Isto é o pitt bull dos ursos.

Mas de onde é que elas aparecem?

Sabia que existia uma boa razão para ter posto o programa "Aqui e Agora" a gravar e ontem quando vi, percebi que não me tinha enganado. O tema era "O Mundo Cor-de-Rosa", esse odiodo, porém apetecível, tema que faz mover multidões a par do aborto, eutanásia, casamento e adopção de homossexuais.


A pergunta-base para abrir um debate destes devia ser: como conviver pacificiamente com a pulsão para cusquice e permanecer sem mácula? Impossível!


Aqui deste lugar onde me sento só vi e ouvi um chorrilho de lugares comuns e parvoíces.


Por exemplo, Diana Chaves dizendo, com o ar de quem faz uma confissão do outro mundo, que aceitou entrar na "1.ª Companhia" por dinheiro. Uau! Por que havia de ser? Pelo Castelo Branco? Bom também o momento em que, picada por Luísa Jeremias, se solta com esta pérola: As presenças são um trabalho como outro qualquer! Exacto, amor, tal como ser paparazzo, então!


Depois, veio a martirizadinha da silva, Inês Castel-Branco, que com os seus modos "gentis" explicou por que acha que há perseguições contra certas pessoas - mais uma com a mania das campanhas negras.


Parece que lhe perguntaram se estava mais gorda e os mandou concentrarem-se no evento, com os seus modos gentis, frisou - a seguir outra jornalista da mesma publicação ligou-lhe a perguntar se queria dar uma entrevista. Disse que não queria por estar sem fazer nada e parece que acha que foi por causa disso que dias depois fizeram uma legenda numa foto a dizer que ela estava gorda e anafada. Opiniões destas deixam-me preocupada.


Como explicar a uma pessoa que se acha tão importante  (ao ponto de uma publicação inteira se virar contra ela) que talvez estivesse realmente gorda e anafada e fazer parte de uma página de crítica divertida aos looks de famosas várias?




Muleta humana

Andar sozinha não quer. Não quer mesmo.


Mas para mandar não há como ela!


Pega nas nossas mãos, primeiro a esquerda, depois a direita, leva-nos exactamente para onde quer. Normalmente é do sofá para a televisão ou do sofã para o computador. O que é engraçado aqui é que estes são os sítios a que damos mais importância na sala.


Foi também graças à TV que percebi que a Mini já tem noção de que existe essa coisa da causa e consequência. Pega no comando e aponta-o na direcção do televisor à espera que algo aconteça, porque sabe que às vezes acontecem coisas.


 


Aproveito para acrescentar duas palavras que ficaram de fora no post relacionado com o tema:


1) o clássico "bebé", que se fartou de exibir na segunda-feira na sala de espera da ginástica respiratória quando se cruzou com uma menina da idade dela.


2) "Já tá", que é delicioso de ouvir, mas que só usa quando está bem disposta.


 


É linda!!!!

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2007
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D