Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Quem sai aos seus

Um blogue para a Madalena, para a Teresa e para a Francisca.

Meninas mais lindas de sua mãe

O ter estado fora, os dias nojentos, a Quica a antibiótico fazem uma pessoa esquecer o essencial: que elas continuam a crescer. Mais TPC menos TPC (a Madalena), mais birra menos birra (a Teresa), mais vírus menos vírus (a Quica), chegou a hora de pôr as coisas em perspetiva. Está tudo bem. Tudo o que é essencial está bem.

94761a_tumble-n-dry-shirt.jpg

daqui

A Madalena deita-se na cama a ler "A Escola de Piratas" e vamos acompanhando entusiasmados os progressos. "Móveis? O que são móveis?", perguntou ela na rua, lendo um anúncio. Continua muito distraída mas os exames intercalares voltaram a dar-nos boas notícias. A escrita "livere" (lol) estava quase perfeita. Tirando o "livere"(lol) e uma ou outra coisa fez frases muito giras e com sentido. "Eu gosto de jogar jogos no ipad" é a minha favorita.

A Teresa tem quatro anos e meio cheios de nervo. Ela é que sabe, ela é que faz, ela é que acontece. Capaz de se vestir sozinha, que sobe a cadeira para abrir os armários altos e tirar a lata dos cereais. Todas as manhãs arruma num saco de pano nos seus sapatos de princesa -- "os meus sapatinhos de cristal" -- e leva-os para a escola. Todos os dias quando chega a casa calça os sapatos e pede para vestir um dos incríveis vestidos que tem. Chamo-lhes incríveis para não ir mais longe. A Teresinha às vezes vítima da ditadura do pink. É "pirosa" mas é muito mais do que brilhantes, como nos está sempre a demonstrar.Temos andado a brincar às contas no carro e ela gosta bastante (é muito boa, aliás).

Finalmente, a Quica -- a nossa mascote --, que já se assoa como gente grande (não me canso de contar este detalhe nojento), que conta os números ao mesmo tempo que as irmãs e nos diz coisas como "eu tou iligante", que também adora os vestidos do Frozen e da Cinderela, que agora quer dormir vestida de princesa todas as noites. Que já come frango, que no outro dia pediu pescada, que hoje se lambuzou com lasanha.

Sem tretas zen, às vezes basta um dia de sol para olharmos para o que realmente importa.

Comentar:

Notificações de respostas serão enviadas por e-mail.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Atrás das teclas

foto do autor

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D