Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Quem sai aos seus

Um blogue para a Madalena, para a Teresa e para a Francisca.

E o que quero em 2014

festa.jpg


Tantas coisas. Algumas secretas, outras que se podem dizer alto: bué saúde, bué trabalho, bué amor, bué tempo para estar com a minha família, cozinhar para toda a gente, organizar-me, sentir-me adulta, sentir-me feliz. Gostar da vida que tenho (há tantos motivos), ensinar as minhas filhas a sentirem-se bem, a defenderem-se, a apreciarem a incrível vida que têm à sua disposição. Viajar, no sentido literal e no sentido figurado. Rodear-me de coisas bonitas.

Quando forem 00.01 perceberei, como todos os anos, que a vida não muda só porque o ano aumenta um dígito, mas gosto destes momentos de incerteza e esperança. E da possibilidade de fazer tudo melhor.

Em 2014 também pretendo investir mais tempo no blogue. Cuidá-lo e mimá-lo. Ao longo dos últimos quase 7 anos foi uma fonte de alegria e motivação. Pelas coisas que escrevi e que me permitem voltar atrás no tempo, porque me ajuda quando a memória de velha falha, porque muitas vezes foi graças a coisas que escrevi -- algumas publicadas, outras apagadas, muitas em rascunho -- que mudei de opinião ou me reconciliei ou tomei decisões. Há quem tenha psicólogos, eu tenho o Quem Sai aos Seus. Não é bem o mesmo, mas ajuda muito.

O principal gozo é meu, Divirto-me com isto! (A droga seria pior). Estaria aqui mesmo que não existisse vivalma desse lado. Mas a graça também vem de ter algum interlocutor -- o auditório gourmet que acompanha as façanhas das minhas gajinhas. São muitos mais pessoas do que alguma vez imaginei e são bastante impecáveis. Ninguém me insulta, ninguém me chateia (nem aqueles que se queixam de eu estar demasiadas vez em destaque nos blogues do Sapo) e ninguém me cria problemas. Está muito bem! E é porque são uma crowd tão fixe e simpática, que vos desejo tudo de bom em 2014. Muito amor, muita alegria, muita saúde, muito trabalho, muitos amigos e todas as coisas boas que vos passem pela cabeça. Vemo-nos por aí. Ou não. Isso é convosco.

2 comentários

Comentar post

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D