Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Quem sai aos seus

Um blogue para a Madalena, para a Teresa e para a Francisca.

Finalmente em casa

A ordem está reposta: estamos os três em casa.



Já estávamos tão habituados a sair de casa, fazer a estrada do Lux, estacionar no -2, apanhar o elevador até ao zero, apanhar o outro elevador até ao 2, abrir a porta do berçário, ver os pais felizes com os filhos que acabam de nascer, tocar à campaínha, entrar nos cuidados especiais a recém-nascidos, desinfectar as mãos e ver a Madalena na incubadora que até ficámos atordoados quando nos disseram que a podíamos trazer para casa.



Foi na sexta-feira e, confesso, senti uma confusão de sentimentos. Alegria e tristeza ao mesmo tempo. Estas pessoas - médicas e médicos, enfermeiras e auxiliares - foram incríveis com a nossa filha. Além dos remédios, curaram-na com carinho e isso é qualquer coisa que nunca poderemos agradecer ou esquecer (agora percebo plenamente as pessoas que falam com gratidão eterna dos médicos que as tratam). E, no entanto, estas pessoas tão importantes vão acabar por ser apenas alguém que está numa foto. A Madalena não se vai lembrar delas. Por um lado isso é bom, por outro tenho pena, porque posso garantir com relativo grau de certeza (e espero não me enganar) que vai demorar algum tempo até que conheça pessoas tão marcantes.



Mas já estamos em casa e isso é que importa. É como dizem: comer, arrotar, mudar fralda, pôr a dormir. Assim, o dia inteiro, em loop. E também é como dizem a parte de babarmos porque esta amostra de gente delira com o nosso colo, a nossa (e só a nossa) mão na cabeça, sorri-nos sem querer e, caramba, é um pouco de nós. Até me ponho em sentido quando ela olha para mim! E perdoo-lhe o facto de não me deixar dormir mais de duas horas e de me trocar as voltas. Acorda de duas em duas horas para comer e agora que era preciso abrir a pestana está a dormir como uma santa há três. Vá-se lá entender esta gente pequenina...



Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D