Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Quem sai aos seus

Um blogue para a Madalena, para a Teresa e para a Francisca.

Advento #21. Ter uma filha com varicela

Acordas, começas a preparar a Teresa para sair de casa e... tcharan... aquela borbulha que atribuíste aos chocolates e porcarias que têm sido comidas nos últimos dias afinal espalhou-se pelo corpo todo e afinal é varicela. Assim que vi aquilo tudo, fiz logo o diagnóstico. Tive o prazer de encontrar essa senhora em pequena e nunca mais a tive visto (deixou-me uma bonita recordação em forma de buraco entre os olhos, por acaso), mas pelos vistos agora vamos ser as melhores amigas. Nove a doze dias de cativeiro e não se sabe se as irmãs vão passar por isto.

Tralho à segunda, roubo à sexta

É uma semana de autêntica glória, que é para esta-aqui baixar a garimpa:

Na segunda-feira de manhã, quando fui correr, mandei um tombo de ver estrelas. Magoei-me no ego, claro, mas foi no joelho direito que a coisa ficou mesmo feia, com direito a joelho inchado e ferida (ainda por cima, com as calças em cima não cicatriza nem por nada). Nesse dia continuei a corrida como se nada fosse e foi o melhor que fiz. Na quarta parecia que estava pior e hoje, quando me preparava para voltar à estrada (salvo seja!) e gozar de um magnífico dia de folga, um amigo do alheio fica-me com o telemóvel.

Às 9.08, quando estava a tirar a Teresa e a Quica do carro para as levar à escola, tocou o telefone. Era a manicure a perguntar se sempre ia arranjar as mãos. Remarquei para as 09.30, desliguei e guardei o telefone no bolso do casaco. O plano era este: deixar as miúdas, fazer uma atividade manual que tinha em atraso com a Quica, arranjar os cotos, correr, concluir um texto e enviá-lo e enfiar-me no Toys 'R Us a escolher presentes para as crianças. É uma vida parva? É. Não vou agora negar. Mas não ia incomodar ninguém.

O que é que aconteceu? Quando me começo a instalar na sala da Quica para pegar no pincel e na cola, reparo que não tenho o telefone. Começo a procurá-lo louca, vou ao carro, volto, as profes e auxiliares a ligarem, o telefone a tocar e nada. Às 09.43 alguém atendeu e desligou. A chamada durou 13 segundos. Mandei sms a pedir para atender chamada. Mandámos outra a pedir para o devolverem na escola porque só tinha coisas pessoais. Nada. O telefone coontinuou a tocar mas nada. Nunca mais atendeu.

Tentei a track location dos iPhones, mas como não está ligado à internet não dá e fui fazer queixa à polícia. Resolve alguma coisa? Nada. E mesmo que tivesse conseguido localizar o telefone, duvido que agissem. Uma pessoa olha para o despacho daqueles agentes, a maneira como falam e as perguntas que fazem e percebe porque é que a Maddie nunca foi encontrada. "O que é que quer?", perguntou o agente à porta. Podia ter dito "Posso ajudá-la?" mas não. Para quê ser cordato quando se pode ser um animal? E o agente que atendeu? Primeiro, 15 minutos para que acabasse de preencher a queixa anterior e depois entra num debate comigo sobre o tipo de crime cometido. Quero lá saber qual é o tipo de crime. Por mim até pode pôr homicídio de personalidade virtual.

Mas a cerejinha em cima do bolo foi olhar para a direita e ver a televisão ligada na CM TV a passar importantes notícias nacionais como a ama que morreu em casa e tomava conta de meninos de 2 anos, a mãe que luta pela filha e o neto e um acidente em que 11 pessoas ficaram feridas. Até fiquei com medo que o roubo do meu telefone fosse a abertura do noticiário da tarde.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D