Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Quem sai aos seus

Um blogue para a Madalena, para a Teresa e para a Francisca.

Cápsula do Tempo: as praias mais badaladas, preparativos e coisas que gostamos

Que bons devem ter sido os anos 20. Loucos mesmo. A fotografia é do novo filme de Woody Allen, "Magia ao Luar".

Uma pena que isto do calor se acabe...

 

Entretanto cá em casa, ano letivo, ano letivo, ano letivo. No pontapé de saída, procuramos maneiras fáceis e giras de ter tudo organizado. Vamos a isso!

 

Daqueles números que gosto: nasceram menos 696 bebés nos primeiros três meses do ano do que nos primeiros três meses de 2013.

Isto na semana em que me vi rodeada de anúncios de gravidez por todos os lados: há três meninas a caminho. E ouvi dizer que para os lados de um certo jornal económico os indicadores também são muito positivos.

 

Que saudades de uma boa segunda linha no predictor. Mas, calma, calma, o facto de a mais nova já ser tão grande é tããããoooooooo bom.

 

O casamento do ano (mas não o vestido do ano) e outra história muito boa: Ângela, a noiva da jihad. Só não sei se esta mete amor.

 

A vida de Joan Rivers, metade apresentadora-metade comediante, 100% grande perda para todos os que acreditamos que a televisão fez muito pela Humanidade nos últimos 50 anos.

 

Ainda a entrevista de Judite Sousa Cristiano Ronaldo: tinha de ser mesmo assim. Ela mesma o disse: "Só o trabalho nos salva". Mesmo as respostas de CR, que achei boas num primeiro momento, sabem-me agora a pouco. A do casamento, apesar "quer que eu seja mesmo sincero?", pareceu-me a menos exata de todas. Interessantes as respostas sobre CRzinho.

 

Qualquer sítio para onde me vire lá está ela, a peça da moda.

 

Como fazer champô em casa.

 

Mais um filme e um documentário que quero mesmo ver, e outras ideas fixes por aqui (os vídeos são muito bons!).

 

 

(Ainda) Sobre as fotos de celebridades

Duas coisas: o abelhudo é sempre o mais criminoso, que disso não restem dúvidas. Não se mexe no que não é nosso, ponto final. As pessoas têm as coisas na cloud ou fechadas em casa porque querem e ninguém tem de as expor. A segunda coisa é que é ofensivo (e ridículo) vir dizer que quem opina que a cloud é insegura é como as pessoas que dizem "ela estava a pedi-las porque usou minissaia". Causa efeito, sim senhora, mas não tem nada que ver. Tem a ver sim com sermos desleixados na maneira como deixamos as coisas por aí. Deixamos as portas de casa abertas? Apenas no trinco ou com três voltas de chave? Essa é a comparação possível. Pelo menos para mim.

Palavras nunca são apenas palavras

Como vos explico isto tão pequenas que são? Uma palavra é uma história, muito mais que milhões de anos de vida, uma palavra está cheia de preconceitos, ideias, uma palavra, a mais simples que seja, é um mundo. E depois de ser palavra, é um momento, um sentimento. O mamã de quando chego a casa nao tem comparação com o mamã magoado de quem acaba de esfolar os joelhos, de quem acorda de manhã, de quem quer pedir gomas no fim de um dia de escola. As palavras contam e também conta como as dizem. Algumas pessoas podem chamar-lhe karma, seria mais certo chamar-lhes tão simplesmente respostas. Digam boas palavras, receberão boas palavras. É magia.

Não ouves a menina a gritar?

Numa das piores noites de sempre, anteontem, a Teresa e a Francisca, agora 'roomates', acordaram às 03.00 da madrugada, tomaram de assalto a cama dos pais e estiveram em amena cavaqueira (primeiro foi gritaria, há que dizer) até às 06.00. Foi tudo péssimo, mas, no meio da loucura, apareceu uma uma guerra de cócegas em que a Francisca estava a dar luta de igual para igual.

Depois, a Chica foi a primeira (de novo). Gritou que se fartou, e finalmente a Teresa resgatou-a: "Não ouves a menina a gritar?". Como se estivesse a ouvir a minha mãe...

Sou mãe de três adoráveis selvagens

Conclusão a que cheguei depois de esta manhã ter empreendido então a espinhosa tarefa de tirar tudo dos quartos e rearrumar, tendo em conta o novo mapa judiciário da nossa casa: grande sozinha e pequenas juntas. É uma missão espinhosa. Havia legos misturados com pinypons, barbies, bonecas, livros... A sério. NUNCA mais ninguém oferece brinquedos a estas miúdas. A começar por peluches. A sério. O que é que vou fazer a tantos peluches? E, já agora, como é que elas juntaram estes bichos todos? A boa notícia é que está tudo a ficar muito lindinho, e pronto para recomeçar o ano como deve ser. Em grande.

Stress pós-férias? Isto ajuda

 

 

Rosham Qasam, 11 anos, no dia em que se casou com Said Mohammed, 55.

 

 

A menina do vestido cor de rosa casou-se aos seis anos com o senhor que está ao lado, Majed, de 25.

A menina do vestido verde é uma colega de escola.

Bibi Aisha foi dada de presente pelo pai a uma família para compensar de um crime que tinha cometido. Ela tinha 12 anos. Fugiu. A polícia encontrou-a e devolveu-a ao marido que, juntamente com o pai e os irmãos a levou para as montanhas do Afeganistão e lhe cortou o nariz e as orelhas.

 

De repente, ficou um dia lindo, não ficou? Pois.

Estas fotografias são de Stephanie Sinclair, uma fotojornalista norte-americana que andou pelo mundo durante 10 anos a captar estas realidades. Em 2008, as imagens foram expostas na sede da ONU em Nova Iorque. Depois disso têm passado por muitas cidades do mundo e chegam hoje a Lisboa. A exposição "Too young To Wed (Novas Demais para Casar)" inaugura hoje no átrio da sede da Caixa Geral de Depósitos. Fica até dia 15. Mais pormenores no sítio do costume e uma boa notícia (pelo menos para mim que já não me lembrava que esta menina tinha sido capa da "Time"): o nariz de Bibi foi reconstruído e vive em Nova Iorque. Tem outros problemas, mas vamos acreditar que tudo pode melhorar...

 

Pág. 3/3

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D