Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Quem sai aos seus

Um blogue para a Madalena, para a Teresa e para a Francisca.

Pelos vistos ela é mais responsável do que a própria mãe

A Madalena é uma pessoa muito mais responsável do que eu esperava, para alguém que parece ter a capacidade de concentração da Dori do Nemo. Sim, ela não é daquele género menina-sossegadinha-que-apanha-tudo-no-ar. Quer brincar. No entanto, e isto é que me surpreende, quando tem trabalhos de casa, chega a casa e vai logo fazê-los. Não sei se ela o faz poque a professora lhes anda a fazer uma lavagem cerebral rumo ao 1.º ano, se é ela que é assim. Estou com muita esperança que seja o segundo caso. Se for só dela é muito bom. Menos uma coisa para me tirar o sono. E há sempre aquela ínfima possibilidade de ser, na verdade, uma coisa que os pais, com a educação esmerada que lhe dão, lhe tenham transmitido. Tenho dúvidas, no entanto. A julgar pelo que aconteceu na sexta-feira.

 

Tinha trabalhos de casa e não os fez logo porque tinha recado que era para despachar. No sábado não os fez porque não tinha a pasta, no domingo porque chegámos tardíssimo a casa. Resultado: só fez ontem. Mas com grande empenho. O que é totalmente fascinante.

 

Sobre os trabalhos de casa. Pois que os traz, sim. Começou a trazer uma vez por semana no segundo período, estamos a aumentar a frequência agora. Não são coisas propriamente complexas. É como se, na verdade, estivessem a ser ensinados a trazer TPC para casa. Devo dizer que acho uma certa piada. Tão crescida. Tão crescida que até diz: "Mãe, o 1.º ano é uma responsabilidade".

E quem é que não gosta de uns bons abdominais?

Na ressaca da descoberta de Dani Osvaldo e de uma troca de mensagens via Facebook, aqui há atrasado cheguei a casa e criei este entretém que se chama Caderneta de Cromos: Os + Giros do Mundial 2014. Para a administração indiquei um conjunto de miúdas que me parecia terem o estofo necessário para alimentar este poderoso documento da vida contemporânea. Resulta que são um conjunto de bloggers de alto gabarito, o que lhe dá um ar extremamente chique (entre outras meninas). A saber: A Gata Christie, a Mónica na Cidade, a Princesa da Estrelas e a Vanita da Caixa dos Segredos. Foi precisamente esta última que me disse que ia fazer um #followfriday da Caderneta. Disse-lhe logo que ia fazer também, que era para ser uma coisa em grande. Mas faltou-me o tempo. Vai hoje que a sexta-feira é mais do que um dia da semana, é um modo de vida. Vão lá espreitar os bombons do Mundial, agora que as convocatórias estão a sair, e digam de vossa justiça.

 

Este é um dos meninos que já lá está:

 

A Irina a gente suporta. Pronto.

Jorge Jesus 2.0

Escrevi o último post pensando que o Benfica podia ganhar. Perdemos, mas o sentimento é o mesmo. Jorge Jesus era bestial e bestial continua. Domingo é para ganhar e no próximo ano estamos lá, na final da Liga Europa, outra vez. Vale, Sir?

 

PS: O pior disto é os espanhóis agora poderem dizer que é tudo deles. Vão cá com uma moral para o Mundial...

PS2: O beijo de Rakitic e Carriço (?!) e a sua explicação.

Jorge Jesus

Vou dizer isto (como se ele fosse ler) e tem de ser antes do jogo contra o Sevilha em Turim porque, caso ganhe, não quero que se pense que é oportunismo. Estou à espera que Jorge Jesus continue no Benfica. Não é só a próxima época, são várias próximas épocas. De preferência até chegarmos às duas mãos cheias (ou mais). Era uma coisa bonita o JJ ser o nosso Alex Ferguson. Começava já hoje a tratá-lo por Sir se me fizesse a vontade. Bem sei que anda por aí muito bom benfiquista que não o tem em grande conta, e acho mal. O homem é genuíno, o homem tem graça, o homem tem o cabelo todo, o homem põe coxos a jogar, o homem dá dinheiro a ganhar ao Benfica. O homem merece ser tratado nas palminhas. Amén.

Via Pinterest: JJ quando era jogador do Amora

Não vale a pena, está quase no fim

As saias estão a ficar justas mas não as penso trocar. É só mais um mês e pouco de escola.  Devia arranjar sandálias.  Para quê? Daqui a nada começa a praia e levam chinelos...  Falta mais de um mês mas é como se já se visse o fim.  E os anos letivos passam cada vez mais depressa. 

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D