Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Quem sai aos seus

Um blogue para a Madalena, para a Teresa e para a Francisca.

Vou mandar a Teresa para um colégio interno

Que é feito daquela criança amorosa, querida e cheia de sentido de humor que dá pelo nome de Teresa? Não sei. A pessoa que está aqui sentada ao meu lado é a rapariga do Poltergeist. A Teresa faz birra porque lhe dou banho, se não lhe dou banho, se lhe visto o pijama. Se lho tiro. Grita se lhe tiro os bonecos, grita se ponho o Panda, se troco pelo JimJam. Fica com a mona todos os dias a partir das 18.00. Hoje, primeiro dia de atividades na escola (que espetáculo de recordação), teve o seu ponto alto com uma birra de manhã e outra à tarde. No meio da rua, à frente de uma criança minha vizinha, a X.,  que se passeava com a empregada, que se sai com a pérola de todas as pérolas quando há uma criança a passar-se: "A X. não chora. A X. não faz birra". Portanto, a certa altura estava capaz de dar uma palmada na Té e uma surra de cinto na empregada da X. "Não chora? Tem a certeza? Então e naquele dia em que estive sozinha em casa e havia uma criança constantemente a chorar?".

Uma montanha russa

A atualidade mundial das 10.00 às 14.00, a morte do Bana. A atualidade mundial das 10.00 às 14.00, o coma político de Mariano Rajoy. É muito bom ser jornalista e nos momentos em que me ando para aqui a queixar, podia bem lembrar-me de dias como estes, não era?

Duas oportunidades irremediavelmente perdidas

1. Tirei o elástico do cabelo da Teté e ela parecia uma personagem do Dallas que se tinha ido pentear à avenida de Roma. Quando fui buscar o telefone o cabelo foi ao sítio... :(

2. Ela com duas trancinhas, a saia de princesa vestida mas muito subida. Parecia a mulher do Obélix. Não tinha bateria.

 

Uma pena.

Betos morenos com filhos louros

Eis uma pergunta realmente importante que atravessou a minha adolescência: porque é que todos os betos têm filhos louros mesmo que os pais sejam morenos? Pois bem, parece que o lourismo infantil é um defeito qualquer. Cabelo que está 'partido' e que à medida que cresce se vai compondo. Ouvi isto de uma dermatologia a falar com outra médica sobre a melena da Teté. A rapariga é loura como a cerveja e já me aconteceu pensarem que ela é estrangeira e não conseguirem disfarçar a desilusão quando me veem (falta-nos a parte do bestismo, desgraçadamente). Vai buscar a cor de cabelo ao pai, embora esta-aqui também tenha tido cabelo clarinho até aos três, quatro anos (como a Madalena), o que é aparentemente muito normal, mas não tem grande coisa a ver com o que dizia a tal dermatologista.

Não sei os outros, mas estou aliviada

Duas coisas incomodavam-me a moleirinha durante a chamada "crise do verão de 2013":
1. Partirmos para eleições antecipadas, deitando por terra o esforço do caraças que NÓS, os contribuintes, temos andado a fazer nos últimos quatros anos (sim, que eu ainda não me esqueci do último ano de Sócrates, ao contrário do próprio), reconhecendo que somos incapazes de nos organizarmos aqui no retângulo.
2. Paulo Portas, o político, a ser premiado depois de ter batido com a porta. É capaz de haver qualquer coisa de "mãezinha" nisto: desde quando aceitamos birras e ainda damos chupas a seguir?

E, portanto, por mais obscuro que seja o discurso de Cavaco Silva, há que dizer isto: as palavras de Cavaco foram um microlax político. Estou aliviada. Por um lado, não partimos já para eleições. Por outro, ainda há chance de não termos de aturar o Paulo Portas como número do 2, com as pastas mais importantes da governação. Nenhum comentador político, incluindo os que me são mais próximos (lol), partilha deste meu sentimento. Consideram que está dado o passo para termos um governo de iniciativa presidencial, mais técnico, aparentamente. Sim, é possível. E deve ser o que o que o PR deseja que aconteça. Mas antes está a dar oportunidade a que os partidos que assinaram o memorando de entendimento que se ponham de acordo, o que me parece justo. Claro que podemos dizer que se está a desresponsabilizar, sim, talvez, mas Passos Coelho, Portas e Seguro não precisam disso? A mim, sentadinha aqui deste lado, parece-me que eles SÓ precisam disso. Se começarem a saborear o gosto dos sacrifícios que pedem aos contribuintes.
Além diss, valha a verdade, num cenário de eleições antecipadas, o PS ganharia. Mas com minoria e o mais provável era ter de se aliar ao CDS e a Portas. Para começar tudo de novo. Quando o ursinho do Seguro o tivesse acabado de levar até ao outro lado do rio, levava uma ferroada. Porquê? Porque ele é um lacrau político. É a sua natureza. Toda a gente sabe, incuindo Passos Coelho, que neste momento suspira de alívio também. Tinha aceite um casamento de conveniência por causa do que os outros pensam (a troika e os mercados e os países estrangeiros em geral) e, querendo ou sem querer, o PR pode bem ter-lhe salvado a pele. Arranjou aqui um novo foco de atenção - o PS - que, votos contados, é muito mais importante do que os 10% do CDS.
Vou adorar quando PSD, PS e CDS chegarem a acordo sobre a reforma do Estado em nome do país (nunca em coligação), com a promessa de eleições antecipadas para junho de 2014 no horizonte. Entre os cortes obrigatórias e as contas a prestar à troika, todos vão querer ser a miss simpatia, o que pode bem jogar a nosso favor (serei demasiado otimista?). Quem melhor percebeu o assunto foram o PCP e o BE que ainda não disseram uma palavra sobre o assunto com medo de estragar ainda mais o que já está estragado: Cavaco, na sua declaração, deixou bem claro que eles não contam para o totobola e ainda estão a apanhar os cacos do chão. Como reverter a situação no momento em que só Os Verdes podem apresentar uma moção de censura? Como chamar a atenção?
Não nos enganemos: a campanha eleitoral começou ontem.

O discurso do PR na íntegra:
http://www.dn.pt/politica/interior.aspx?content_id=3316216&page=-1

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2007
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D