Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Quem sai aos seus

Um blogue para a Madalena, para a Teresa e para a Francisca.

Já que estamos numa de "Alta Definição"

[Não sou a maior fã destes desafios, mas gosto da Kiki e por isso aceitei fazer uma lista de Gosto/Não Gosto.

Só com as coisas pequenas da vida. As boas e as não tão boas]

 

Gostos:

As minhas filhas a dormir. Dar-lhes beijinhos. Aconchegar os lençóis.

Quando caem e só me querem a mim (não gosto da parte em que caem, claro).

O cheiro dos bebés.

Como se aninham para dormir ao nosso colo.

Camisas brancas, pequenos-almoços de hotel e esplanadas sem pombos.
Dormir até tarde e camas fofas.

Banhos que duram pelo menos 15 minutos.

Palavras cruzadas, sudoku, puzzles.

Livros da Agatha Christie e mistérios em geral.
As minhas terras.

Churros com chocolate e comida mexicana. Margaritas, mojitos e caipirinhas.

História.

Massagens nas costas e no ego.

Pão quente com manteiga e café de saco.

Ver séries de TV até às tantas e de ir ao cinema sozinha.

"Governo Sombra", "Você na TV!" e o Fórum da TSF com o Manuel Acácio.

Comédias românticas.

Uma boa cusquice.

Casamentos, batizados e festas de comemoração.

Pessoas que contrariam as estatísticas e das que conseguem grandes feitos.

Ler revistas cor de rosa, blogues e da "Casa dos Segredos". 

Passadeiras vermelhas, discursos de agradecimento, comícios e manifestações.

O passado. Imaginar o futuro.

Perder peso e aquela sensação de que sou capaz de qualquer coisa.

Lavar os dentes.

Surpresas.

Quando sinto que compreendo mesmo uma pessoa.

Hello Kitty.

Comentários no blogue.

Calças de ganga e roupa. Em geral.

Conduzir sozinha.

Tocar no botão e a portão do elevador abrir-se.

Segredos (e de saber guardá-los).

Livros que não podemos parar de ler.

Conversar.

Escrever.

Quando a minha intuição acerta e lhe dou ouvidos.

Rir.

 

Gosto de muitas coisas e não gosto de não me lembrar de todas.

 

Não gosto:

Discutir com as minhas filhas.

Cortar-lhes as unhas.

Brincar às casinhas (prefiro mil vezes os jogos).
Franceses e comida francesa.

Almôndegas (não, não é o mesmo que hamburguers).

Atrasar-me (e acontece tanto).

De me enganar.

De discussões.

Do serviço dos Meninos do Rio e da pastelaria Benard.

De aves. Todas. E até os pinguins me fazem confusão.

Levar os filhos dos outros no carro.

Falhar às pessoas de quem gosto.

De filas.

De envelhecer.

De não ter respostas prontas.

De sentir angústia.

Do "Dexter" (tenho tanto medo que nem consigo perceber se é bom).

De entrar numa loja e nada me servir.

De ouvir línguas que não entendo.

Filmes de terror.

Quando não gosto de amigos dos meus amigos.

Quando me deixo levar por mesquinhices e picuinhices.

 

Passo a bola às donas destes estaminés: Eu, Tu e Eles e Mil Sorrisos. Tu mandavas-me à fava se te fizesse uma coisa dessas, não era?

 

E por que não a catequese?

Antes mesmo da Madalena frequentar uma escola católica, mas já depois de nascer, eu tinha esta ideia: levá-la à catequese (tema que aparentemente vem em contraciclo com as notícias atuais). Não é por eu ser católica, que não sou (rejeito completamente o conceito de católico não praticamente). É porque a Bíblia é um livro fundamental da nossa cultura, o que melhor explica por que somos como somos e a catequese e a missa são do melhor para aprender umas coisinhas sobre o mundo. O que não esperava, e no entanto fez todo o sentido na minha cabeça, foi ouvir a pessoa mais insuspeita do universo dizer que tem o filho na catequese porque a dimensão espiritual é muito importante e não deve ser negada. Tem tanta razão. Música, desporto e línguas todos os pais concordam que devem ser ensinados, o que ninguém fala é nisto: como explicar que para alguns há um mundo para lá deste; a fé; Deus; acreditar em abstrato.

 

E depois há outra coisa, que já experienciei com pessoas da minha família. Se para um avô ou avó é importante que a descendência vá à catequese, por que não? A não ser que as pessoas sejam tão ateias que não seja possível manter uma conversa civilizada, que mal tem dar a conhecer um pouco mais do mundo dos avós? Isso também gosto.

Ganda like

"[...] Soares e Sá Carneiro foram legitimados pela responsabilização vertical (eleições livres) e pela responsabilização horizontal (freios e contrapesos institucionais). Esta dupla legitimidade da democracia vale por si, tem uma dimensão moral que não depende de desempenhos económicos. Da mesma forma, a ilegitimidade autoritária de Salazar e Marcello não é atenuada pelo desempenho económico e social do Estado Novo. O regime de Salazar e Caetano será sempre ilegítimo porque usou censura, polícia política, tortura e corrupção eleitoral. Para diminuir o Estado Novo não é necessário esconder a formidável evolução económica e social verificada entre 1930 e 1973. As críticas morais e políticas chegam e sobram para deslegitimar o salazarismo."

("História Politicamente Incorrecta do Portugal Contemporâneo", Henrique Raposo, p.84).

 

Em resumo, a democracia é o pior dos sistemas, à exceção de todos os outros.

O mundo ao contrário

Cruzei-me com uma mulher com uma Louis Vuitton. Não tinha dentes à frente. Espero que a mala fosse falsa (parecia verdadeira). Mal estamos se uma pessoa prefere comprar uma mala em vez de tratar de um problema de saúde. E não me venham dizer que são as escolhas de cada um, porque é apenas uma total inversão dos valores.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D