Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Quem sai aos seus

Um blogue para a Madalena, para a Teresa e para a Francisca.

Na sexta-feira deu-me para isto

 

Calças, t-shirt, casaco: lojas de roupa

Sabrinas: sapataria

Colete: Direcção-Geral de Viação

 

Aqui está, como prometido, e seguindo as recomendações do Rui e da Rita, a foto de sexta-feira à noite: parada com um furo em Monte Abraão. 

Foi a cerejinha no topo do bolo num dia que começou às 05.30 e uma ida ao Porto, meteu uma entrevista e pôr em página um texto de 15 mil caracteres. Só saí para a festa de aniversário à meia-noite mas, com furo e tudo, acho que valeu a pena. Sempre vi o aniversariante -- parabéns, Bruno! -- e ainda estive com os outros amigos. E que melhor sítio para terminar a noite que entre uma bomba de gasolina, um McDonald's às escuras e uma escola fechada? Podem dizer-me muita coisa mas acho que nem esses "gandas malucos" da "Casa dos Segredos" conseguiam melhor.

 

Ah, parece que havia vinho na festa. Pffff...

Pequena, robusta, faladora

Uma das desvantagens competitivas de ser a mais nova é que as inúmeras aquisições linguísticas da Teresa são ofuscadas por coisas como "Posso sugerir outra coisa?" ou "Mamã, não te aproximes de mim" da Madalena. Mas não sempre. Estou fascinada com as recém-descobertas "pá" (pão) e "ai" (água). E ela também, já agora. Há outras novas palavras, mas estas são as mais constantes. E que também provam que para comer está sempre pronta! E o que ela gosta de pão de leite, valha-me nossa senhora! (Ah, sim, ela tem apenas 14 meses mas já lhe dei pão de leite. É verdade! Façam queixa de mim à segurança social).

 

Entretanto, o progresso motor está no "quase, quase, quase" a andar mas ainda sem vontade de largar o dedo da mãe ou do pai ou da mana ou do que quer que se aproxime. Um pequeno espectáculo! Sobretudo porque, como sempre, olho à volta e é só prodígios de seis meses que fazem o flik flak. Respira mamã, respira!

Post dedicado

Peço desculpa pela interrupção mas antes de actualizar mais informações, gostava de mandar um beijinho para a mãe do meu amigo Rui, que costuma passar por aqui. Obrigada por nos visitar.

A lógica da cebola

Muitas pessoas (duas!) me têm perguntado com funciona o "tratamento da cebola" que a Joana do Vida a Dias me recomendou e que já está a ser usado em casa de alguns amigos. Nada mais simples. Mas vou fazer por pontos para dar "densidade" à explicação:

1. Arranjar uma cebola. Como alguém me explicou, a lógica de isto funcionar deve ser a mesma que nos faz chorar quando a cortamos, logo quanto mais fizer chorar a cebola melhor deve ser. Digo eu.

2. Descascar a cebola.

3. Picá-la. (Esta foi a recomendação da Joana, eu prefiro o "roughly chopped" da Nigella Lawson e corto em bocados).

4. Pôr num recipiente.

5. Colocar junto à cama da criança. (Eu ponho no chão)

6. Não esquecer de abrir as janelas de manhã para arejar. Apesar de certas carruagens do metro cheirarem pior, o cheiro é muito potente.

 

Uma das características deste tratamento que mais adoro é o facto da pobre criança não ser perdida nem achada no processo. Ela nem sabe que tem por companhia nocturna uma cebola!

 

 

Espero ter sido de ajuda.

Enjoada

Uma pessoa sabe que tudo mudou quando passeia pela avenida da Liberdade e nada, nem Trussardi, nem D&G, nem Armani, nem Vuitton, nem Prada lhe provocam comoção. Olho para tudo aquilo sem vontade. Pior, com excepção da alcatifa da Prada, onde poderia dormir várias sonecas, tudo me parece horrível, todas elas especializadas em gente jovem com muito dinheiro e pouca experiência de vida. Em poucas palavras: jogadores de futebol.

Não sendo uma especialista no tema, mas como interessada, gosto de apreciar as montras e, francamente, tomando como exemplo a Dolce&Gabanna, pergunto: que interesse tem comprar roupa parecida com a que se vende em lojas baratas (Primark, H&M, Zara, Mango) ainda que de melhor qualidade?

Coisas bonitas

 

aqui

 

A norte-americana Mary Lou Retton é a primeira atleta de que me lembro de gostar. Mais do que de qualquer português. Adorava o seu estilo, achava-a linda e, não sei porquê, estava convencida que nos Jogos Olímpicos de Los Angeles, em 1984, ela tinha limpado todos os títulos a que uma ginasta pode aspirar com uma perna às costas (literalmente). Fui atraiçoada pela memória como me provou um documentário que vi há uns tempos e a Wikipédia confirmou. Não só o bloco de Leste se recusou a participar como houve concorrência e grande, graças a Ecaterina Szabo, da Roménia, o único país socialista a "furar" o boicote.

 

aqui

 

Para lá das razões políticas (ou não) que possam existir, alguma razão desportiva assistia à Roménia para tentar a sorte nos Jogos. Oito anos antes, Nadia Comaneci, então com 14 anos, obteve várias notas 10, tornando-se a primeira mulher a consegui-lo.

 

aqui

Coisas bonitas

Imagem encontrada aqui

 

Poupar nos pneus, não andar sozinho de carro, carregar as nossas próprias compras para não usar tanto o carro, usar pijama para não nos constiparmos. Medidas simples pedidas aos cidadãos durante a Segunda Guerra Mundial, mas que se parecem com o que nos pedem hoje.

Fiquei a pensar nisto esta tarde quando a minha colega MJ chegou do Museu Berardo, no CCB, onde está, desde hoje, a exposição A Arte da Guerra -- Propaganda da II Guerra Mundial cheia de cartazes desta época.

Estamos em guerra e não sabemos?

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D