Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Quem sai aos seus

Um blogue para a Madalena, para a Teresa e para a Francisca.

Ah, os terríveis dois anos

Nem de propósito depois de uma semana a reflectir sobre a questão do comportamento das crianças em público e dos seus respectivos pais, a Madalena parece que foi possuída pelo Chuckie, o boneco diabólico. Exagero, como é óbvio. Mas não estava habituada a ter que a repreender 30 mil vezes à mesa, a dizer-lhe que não se levante a meio da refeição, a pedir-lhe que não grite quando nos chateamos com ela ou, mais extraordinário ainda, a dizer-lhe que coma. Desde sábado que não quer comer nada de jeito. Em compensação, não pode ver um sofá ou cadeira que se arma logo em João Garcia!

Hoje, no autocarro, com a minha super-barriga, a mobilidade de um mamute da Sibéria (comparação apenas reproduzível pela autora) e uma filha decidida a fazer o percurso de pé ou de joelhos na cadeira, lembrei-me imenso das pessoas que acham que os pais têm a obrigação de controlar de impedir que as crias perturbem o conforto dos demais em qualquer ocasião. Em vez de a distrair (o que devia ter feito) e de a repreender (estupidez que insisti em fazer), o que acharão que deveria ter feito para poupar os seus ouvidos sensíveis:

- Sair na paragem seguinte, apesar de estar longe de casa, ser hora de jantar e o autocarro já só passar de meia em meia hora?

- Bater-lhe como se não houvesse amanhã?

- Pedir desculpa a todos e pagar uma rodada no bar mais próximo?

- Deixá-la espetar-se como uma campeã e partir os dentes todos? Afinal de contas, são de leite...

 

Levo poucos dias disto, mas uma coisa já percebi: é preciso tomar decisões rápidas. ser tolerante, equilibrada e perceber que há momentos em que ignorar ou mudar o foco de interesse podem ser muito mais eficazes do que ralhetes e repreensões. Enfim, nestas coisas os pais sempre os primeiros a aprender.

 

Ah, mas há um lado maravilhoso em tudo isto:

 

- Diz também com uma perfeição alucinante

- Diz estou chateada com imensa graça

- Diz a mamã fica aí e eu conto 1,2,3 para fazer mamã-neta [meta]" (uma brincadeira cá de casa).

28 meses, quem é como quem diz, dois anos e qualquer coisa

Usa fralda, chucha para dormir (embora na escola a dispense à sesta), mede 90 cm, pesa 15 quilos, aprendeu a saltar. Faz birras quando a contrariamos. Constrói frases com sentido, mas ainda troca o acender/apagar, quente/frio. Depois de ler a história da noite, fica sozinha a relê-la e a recapitular o dia. Tem pesadelos. Os pés ligeiramente para dentro não são motivo de preocupação.

 

(fomos à pediatra há uma semana)

Há coisas boas

E fazer piqueniques é uma delas.
A mesa, a partilha, as conversas...
Há coisas de dois anos, a Madalenaesteve no seu primeiro piquenique e passou metade do tempo a dormir, a outra ao colo e um bom pedaço a mamar. Não se lembra, mas algo deve ter ficado na memória (as coisas boas ficam sempre) porque estava num excitex para o de hoje com as amigas da mamã. "Vamos ao piquenique?", perguntou-me logo de manhã. Mal sabia ela que era dia de rédea solta, de não comer sopa, de poder comer gelatina, de poder comer bolo, tudo à balda!!! Ou seja, ainda melhor do que podia ter pensado...

 

Sim, piqueniques é muito bom e este foi muito bom. Com a ajuda das tias, claro!
Quero repetir!!!

E fico à espera da foto para adicionar aqui.

 

PS: Gostei muito do modelo turista alemã - sandálias com meias brancas! Um must. Mas, segundo a Vânia, toda a gente em Hollywood anda assim. E se podem lá em Monsanto também. Ora essa.

 

 

Contagem descrescente

Graças à Mena, já tenho na minha posse blogosférica a lista de itens a levar para a maternidade. (Obrigada!)

Dentro de pouco tempo faltarão dois meses para ver a Teresa e temos mil coisas para tratar. Quarto, umas coisas para comprar em substituição de antigas, as fraldas para tirar à Madalena. Incrível como os meus planos me saem sempre furados...

Antes da Páscoa estabeleci como plano tirar a chucha à Madalena - não cumpri.

Decidi que íamos fazer o desfralde e até agora só a escola é que tem feito qualquer coisa...
Razão tem a pediatra: "Lina, ou faz ou não. Decida uma semana e quando tirar, tirou, não pode ser aos poucos". Me-do!

Tenho de me mentalizar!

Agora só me faltava não a conseguir mudar de quarto para ter falhado em toda a linha. Ai, ai..

Pág. 5/5

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D