Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Quem sai aos seus

Para a Madalena, para a Teresa e para a Francisca.

Deixemos passar a roupa unissexo

Um dos argumentos que mais ouvi durante o célebre Happy Meal Gate tinha a ver com roupa de homem e de mulher. Entre o queres ver que um dia vai deixar de haver roupa masculina e feminina e o há roupa para homens e mulheres também pode haver brinquedos para homens e mulheres. Como escrevi então, a evolução da moda diz-nos há muito, desde o início do século XX, pelo menos, que é nesse sentido que caminhamos.
Não só isso. Diz também que estão em vantagem as mulheres muito altas, magras e de ancas estreitas. Donde, o aparecimento da chamada beleza Kardashian, na linha do estilo já insinuado por Jennifer Lopez, é uma pedrada no charco.
Pois, há mais do que isso. Estamos a assistir a um momento de convergência mesmo. É o que descreve hoje a Monocle: "As fashion labels such as Burberry and Bottega Veneta forfeit their menswear shows in favour of mixed-gender catwalks to take place during womenswear week, it’s affecting more than just front-row attendance. The economic decision – menswear shows are expensive for large luxury groups – will likely have creative consequences too. Some labels have different creative directors and approaches for men’s and women’s collections; mixed shows could force designers into more creatively coherent lines. But this also brings notions of gender into the picture. Yesterday’s Gucci show in Milan was the last that the Italian label will dedicate solely to men and, with a show presented by Alessandro Michele (pictured), who is already known for bold gender-fluid designs, it seems as if clothing that blurs the line is now on the cards for even the most established brands."

Rumo aos 40. #21

Não sei se no que levamos de mês já disse isto, mas sou consciente que tenho o melhor trabalho do mundo e dias como a última quarta-feira só servem para reafirmar a coisa. Eis, pois, o ocorrido: ver os dois polos da exposição "Abaixo as fronteiras! Vivam o design e as artes, que está no Pátio da Galé, ali juntinho ao Terreiro do Paço, e no Museu de Arte Contemporânea de Elvas (MACE). O que se passa é simples. O nosso Museu do Design e da Moda está fechado. Calma! É temporário. Para o ano temo-lo de volta, e vai ser bonito. Nos entretantos, as peças mostram-se em outros locais e é isso que esta exposição em dois sítios faz. Com outra reviravolta no enredo, porque ainda vai buscar peças de arte contemporânea e põe-nas lado a lado, o que faz muitas cócegas no cérebro. Por exemplo, a casa vertical do arquiteto e designer italiano Andrea Branzi.

Andrea Branzi.jpg

 

 

Rumo aos 40. #19

IMG_5259.JPG

IMG_5260.JPG

IMG_5262.JPG

IMG_5266.JPG

Da mesma maneira que coisas muito planeadas podem dar asneira, dias farruscos que nos trocam as voltas podem resultar em coisas ótimas. Iamos passar a manhã de segunda, dia 13, sozinhas as quatro (o pai tinha trabalho) e o plano era ir para Serralves explorar o museu usando o jardim como isco. Infelizmente, as minhas filhas consideram ir a museus uma seeeeeeca (ingratas!). Como estava meio de chuva, trocámos o encanto da arte contemporânea alternativa por um aquário mega comercial junto ao castelo do queijo, o Sealife. E não é que as crianças adoraram e a sua mãe também? Se calhar é porque não é muito grande, ao fim de 10 minutos já dominavam a coisa. Segundo, não tinham um minuto de descanso entre ver peixes, assistir ao almoço das raias e ainda completar o questionário que lhes deram à entrada. A loucura!

Rumo aos 40. #18

Vinha de correr os meus profiláticos 10 quilómetros domingueiros quando vi um senhor com três raparigas na passadeira junto à rotunda da Boavista. Todos meus, todos lindos. Iam aos carrosséis! Carrissay, segundo a Quica, que lhe dá até entoação à inglesa.
Portanto, acompanhei-os a um dos clássicos porém mais fantásticos programas de verão que se podem fazer: carros de choque, cavalinhos, andar ali às voltas, a rir para os miúdos feitos parvos.
Parte excelente de ir logo pela manhã: não há filas e as voltas são muitos mais looooooongas! :)

Rumo aos 40. #16

Very_Best_of_The_Beach_Boys_cover.jpg

 Uma amiga do meu irmão ofereceu-lhe este disco, um best of dos Beach Boys, ainda em vinil, quando eu tinha uns 17 anos. Começámos a ouvir o "Surfin' in USA". Depois, o "Good Vibrations" e o "Help me Rhonda" e o "Barbara Ann" e o "Californa Dreaming"... e outras e outras e outras... até se transformar num dos discos, a par "True Blue" da Madonna, que mais vezes ouvi na vida. Portanto, quando soube que o Brian Wilson vinha a Portugal tocar o "Pet Sounds", disse logo: "EU VOU". Vou nem que tenha de sair do trabalho e ir. Nem que tenha de ir de avião. Nem que tenha de trabalhar no Porto. Nem que tenha de ir de comboio com as crianças, que foi o que aconteceu.

E lá fui ao NOS Primavera Sound vê-lo.

Dizer que foi o melhor concerto que vi na vida seria mentira. A primeira meia hora foi boa, a segunda foi penosa, a terceira foi um óptimo passeio pela rua da memória. Gostei muito, e não me arrependo. Era um medo que tinha. Gostei. E continuo a achar que estes rapazes são os melhores. Melhores que os Beatles. Sorry!

 

Pág. 1/3

Atrás das teclas

foto do autor

Instagram

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D