Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Quem sai aos seus

Para a Madalena, para a Teresa e para a Francisca.

Um dia abres o mail...

E o teu marido é matéria de press release:

Esta semana, nova emissão de «Tenho uma Pergunta para si».

 

Em simultâneo na TVI e na TVI24, Pedro Passos Coelho, o Primeiro-Ministro e presidente do Partido Social Democrata, responde, em direto, às questões dos portugueses, quinta-feira, dia 23 de julho, às 20h30.

(...)

Às 22h00, Paulo Magalhães modera um debate com os jornalistas António Costa, Constança Cunha e Sá e Henrique Monteiro, para análise de tudo o que foi dito, ao longo da noite.

 

Posto isto, tudo a sintonizar a TVI24 às 22.00.

 

 

Trail Monte da Lua: feito. Lindo!

É bonito o estado em que fiquei. Preta do pó, toda arranhada nas pernas (quem me manda não levar meias pelo joelho), com um escaldão (anos de cuidados desperdiçados em sete horas e 19 minutos porque me esqueci de pôr protetor), bolhas de fricção, inchada como quando estava grávida, e toda partida de modo geral. Apanhámos tudo e mais alguma coisa: alcatrão (pouco), terra batida, vegetação luxuriante a dar-nos na cara, cardos e silvas, subidas de terra e descidas de pedras, subidas de pedras e descidas de terra, subidas de areia (as piores, benza-as Deus), mil degraus na Praia Grande, a própria da praia... grande. Em suma: um inferno! Corri muito pouco porque havia muito pouco sítio para correr e nunca nas subidas, uma maneira de me aguentar o máximo tempo possível. E, no final, por pura exaustão.

IMG_3136.JPG

Pensei muitas coisas naquelas sete horas. Nem todas muito divertidas. Deixei o António, cheio de febre, com as miúdas, às 07.00. Queria mesmo MUITO terminar e voltar para casa. Tinha medo de cair e não me conseguir levantar. Ou de morrer. E se morresse tinha deixado as minhas filhas orfãs por causa de um trail em Sintra. Que estúpido teria sido! Cheguei a imaginar a capa do Correio da Manhã. Tive medo quando comecei a ver que estávamos todos tão cansados e que se alguém se sentisse mal seria muito difícil ajudar. Em alguns locais, se havia alguma escapatória, estava bem escondida. Em boa parte do caminho, a única solução era continuar, sempre. Pensei no filme "Alive"  quando me vi ali toda suja diante de perfeitos estranhos, morta de sede e de fome. Quer dizer, não queria comer ninguém, mas não custa imaginar o que o ser humano pode chegar a fazer em caso de necessidade.

IMG_3148.JPG

 

IMG_3157.JPG

 Enquanto lá estava sentenciei, séria, várias vezes, que nunca mais me apanhavam neste trail, mas assim que pus os pezinhos-castigados-como-se-tivesse-caminhado-em-cima-da-cama-de-um-faquir em casa, 10 horas e 30 minutos depois de ter saído, apenas coisas espectaculares me vinham (vêm) à cabeça: ter concluído aqueles 25 km (e mais uns bons pós "derivado" de um engano incial), como Sintra é linda, aquele verde, aquela vista, as florzinhas amarelas, o cheiro a mar a sério, o cheiro dos eucaliptos, uma minúscula borboleta néon que me apareceu à frente (estava mística já), a Cláudia a ajudar quem podia, o bem que souberam aqueles gomos de laranja aos 12 km, como nos rimos os cinco (estão no meu coração) e como foi possível fazer isto.

IMG_3158.JPG

IMG_3159.JPG

IMG_3164.JPG

 

 Sou pessoa para repetir. 

 

PS: E ter havido um sismo nesta zona?

 

Estás no mundo ideal, pede o que queres...

Queria ter sempre tempo para as minhas filhas, nunca estar tão cansada que só me saem gritos à primeira contrariedade. Está sempre sol e vamos ao parque todos os dias. Ou fazemos desenhos. Ou colagens. E jantamos cedo para dar para brincar antes de ir para a cama. É. Adoro estar de folga.

Telefone-passe-cartão do cidadão e cartão multibanco

Estes relógios xpto que agora a Apple e outras marcas andam a testar parecem inúteis mas podiam ser tão práticos: ter a app do passe e depois era via verde no metro (lembrei-me disto a entrar no cais do sodré, por acaso), ligados à conta bancária e como cartão do cidadão. Podiam acumular os pontos do continente e, claro, o e-fatura. Para além do Nike +, claro.

Onde é que tinha a cabeça...

... Quando me inscrevi no Ultra Trail Sintra? Onde? Sim, onde?

Não vou conseguir ver os Blur. E nem sei se vou conseguir os 25 km do trail. Mas como já me inscrevi agora não posso voltar atrás. Quer dizer, poder posso. Mas uma pessoa não corre para desistir. E muito menos para estar aqui com poesia. Vou treinar.

Atrás das teclas

foto do autor

Instagram

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D