Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Quem sai aos seus

Para a Madalena, para a Teresa e para a Francisca.

Só um filho? Nenhum? Isto é convosco

Não querendo estar sempre a bater na mesma tecla, mas tendo em consideração que lancei o "desesperado" apelo neste post, aqui deixo mais informações sobre o estudo sobre natalidade -- a falta dela, na verdade -- que está a ser levado a cabo pelo Instituto de Ciências Sociais.

 

A primeira coisa a dizer é que as entrevistas que a equipa de investigadores não pretendem atrapalhar a vida de quem responde."As entrevistas têm a duração média de uma hora, podem ser efetuadas em qualquer dia/hora (inclusive ao fim de semana) e em qualquer local (espaço público, local de residência ou de trabalho dos entrevistados, na Universidade de Lisboa)", diz o David Cruz, umas das pessoas envolvidas neste projeto. "O objetivo é que as pessoas se sintam confortáveis e que a rotina diária não seja afetada".

 

O que eles procuram?

"Estamos a explorar, através de entrevistas presenciais, se as pessoas/casais que têm nenhum ou um filho estão a ponderar ter (mais) filhos.

Procuramos por voluntários (as restrições financeiras não nos permitem contratar empresas de estudos de mercado) que nos possam ajudar a obter respostas"


 

E como é que se pode participar? Enviando um mail para aqui: david.cruz@ics.ul.pt


Quem pode participar?

 

- Homens e mulheres entre os 35 e 45 anos;

- Com nenhum ou um filho;

- Residente em Lisboa ou arredores (distritos de Lisboa e Setúbal). Pois, pessoas do resto do país, para já não é possível.


Quem quiser saber mais, pode espreitar aqui: http://duploadiamento.wordpress.com/

 

Adoro o nome: Duplo adiamento.

 

 

 

 

 

 

E hoje...

1. O papa João Paulo II é santo e a cerimónia oficial é a 27 de abril. Vamos preparar os lencinhos.

2. A "Casa dos Segredos" (TVI) deu bigode aos outros canais no domingo à noite (só vi três tronchudas louras com ar de quem precisava de um auricular para respirar, de modo que não posso julgar, mas a coisa promete).

3. Ranking das marcas mais poderosas do universo. Do mundo, vá.

4. Lisboa Open House: adoro. Já estou a pensar no fim-de-semana.

5. Pena que trabalhe.

6. Contente com a abada do Seara. O único a queixar-se da falta de atenção mediática. Claro. Era óbvio. Quando os projetos falham, resta a telegenia.

7. Podemos tirar conclusões nacionais dos resultados de umas autárquicas? Custa-me. E, no entanto, há um conclusão que o PSD bem podia tirar: se tivesse feito melhores escolhas de candidatos, opções mais condizentes com os sacrifícios que pede à população há dois anos, talvez hoje não tivesse de chorar as câmaras perdidas.

8. Quero casacos de malha finos e largos, botins confortáveis e um chapéu de chuva de senhora. E uns ténis de pele para os fins-de-semana. Estes Converse servem.

Pequenas coisas que deixam uma pessoa feliz

1. Noites eleitorais. Que emoção. Mal posso esperar pelo discurso de derrota do Fernando Seara. Porque, não sei se já disse, o melhor destas eleições é poder contribuir para a abada que este incompetente vai levar. 2. Regresso de "Casa dos Segredos" (embora pretenda seguir a noite autárquica) e do "5 para a Meia Noite" (segunda). 3. Combinações de brincadeiras entre crianças. 4. Dióspiros, castanhas, batata doce, abóboras novas. 5. Os teatros começarem a ter espetáculos para miúdos já com cheirinho a Natal.

Porque é que não têm filhos? Ou apenas um?

Se fazem parte deste grupo e têm coisas a dizer sobre o assunto, fiquem a saber que uma equipa de investigadores do Instituto de Ciências Sociais está a fazer um estudo científico sobre natalidade. Ou melhor, sobre as razões que levam as pessoas com mais de 35 anos a não terem filhos ou a terem apenas um, como me explicou um dos cientistas deste projeto, o David Cruz. Como bem sabemos, 2012 foi um ano particularmente mau (nasceram menos de 90 mil crianças) e a coisa parece que não vai melhorar este ano. Estão à procura de pessoas de Lisboa e arredores para entrevistar presencialmente. Alinham? Estou à espera de mais informações do David Cruz sobre a maneira como isto é feito (ele está a contactar blogues para fazer passar a palavra) mas, para já, deixo o link para o projeto onde tudo aparece muito mais explicadinho:http://duploadiamento.wordpress.com/

Ui, que neura...

Três dias sem escrever por uma simples razão: estou uma pessoa que se anda a dedicar a melhorar certas e determinadas coisas. Não estou a passar pelo momento mais brilhante, que não. Detesto tudo. Baixou em mim a total descrença na espécie humana. Espero que não dure mais do que esta semana, porque é insuportável viver assim. Onde é que estão os tons rosa, o algodão doce e as boas piadas? Reapareçam, please. You are tremendously missed

Pág. 1/5

Atrás das teclas

foto do autor

Instagram

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D