Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Quem sai aos seus

Para a Madalena, para a Teresa e para a Francisca.

Cinema paraíso

fotografia.JPG


Deitados na relva do parque das Conchas a ver o "Brave". Às vezes uma pessoa nem sabe a sorte que tem. Deu trabalho, a Teresa engasgou-se com uma amêndoa torrada, adormeceu mas valeu a pena. Foi uma noite vem passada. Obrigada pessoas do cineconchas. Estão no meu coração. E da próxima levo farnel e mais mantas.

Talvez Paulo Macedo devesse contratar manicures para gerir o SNS

Ainda este post não estava frio e já estava a receber um comentário da Maria Silva a dizer que "até acha que o SNS está a funcionar bem" (e mais umas coisas um bocado dispensáveis, deixe que lhe diga). Ora, ainda bem que há gente satisfeita. Que seria do amarelo se todos gostassem de azul. O que tenho pena é que se ache normal marcar um consulta para as 19.20 e se peça à pessoa que lá esteja às 18.00. Não se pode ter um grau de exigência tão baixo nos serviços que nos assistem a todos. Quando marco para pintar as unhas nunca estou à espera mais de 10 minutos. Se as esteticistas, profissão para a qual é preciso talento e mestria mas não um curso superior, conseguem fazer uma agenda, talvez Paulo Macedo devesse considerar ter manicures a gerirem o SNS e não médicos ou gestores (ou políticos, vá).

 

Allez panda

fotografia.JPG


As férias escolares estão a começar bem. Se bem que isto seja um festival e portanto uma pessoa já conte com balbúrdia, confirma-se que a sexta-feira é o melhor dia para ir ao panda. Pouca gente na área. Mesmo assim, filas para tudo e mais alguma coisa, especialmente pinturas faciais e jogo da barbie. Não fizemos, claro. Os insufláveis aguentavam-se. Fomos ao de uma marca de sumos.
Se fizesse outra vez, tentava realmente ir mais cedo para ver o palco secundário (pocoyo e afins), punha mais protetor na cara da Teresa e corria mais para a mini-parada das personagens. Foi muito giro. E desta vez nem custou tanto...
Estas crianças são ótima companhia. A Teresa fez umas birrinhas. Ficou furiosa quando viu que tinha comprado um gelado à irmã e que sugeria que o partilhassem. Quis muito colo. Mas no geral esteve muito bem. A Madalena é uma crescida. Acho que foi a última vez que quis ir a um festival panda. Já não se deixa enganar. "Mamã, aquilo não é água, é um pano".

Os festejos continuam

De tal forma que, tendo sido convidada para fazer parte do seleto lote de farmacêuticos que botam prosa neste estaminé (coisa que me honra muito para lá do que o seu "dono" pensa), ainda não encontrei tempo para o fazer. Caramba, já tenho 37 anos. Para meu espanto, Jon não me cantou os parabéns. Lamentável, pá. Gostei do concerto -- a minha estreia nos Bon Jovi -- mas compreendo a frustração de quem queria ter ouvido mais "canções conhecidas" e menos disco novo. Se virmos bem, uma sim, uma não ele cantava singles mas saltar o "Bed of Roses"? Não cantar o "Always"... Esteve mal. Fora isso, adorei tudo. E adorei acabar os festejos ontem, depois da festa da escola da Madalena, a comer sardinhas e chouriço assado. Muuuuuuuuuito bom! As minhas nenucas são as melhores. E é por isso que, apesar de me apetecer tanto como ter unha encravada, me preparo me pôr a caminho do Festival Panda.

 

[Recebi telefonemas e mensagens vários a propósito da minha interrogação sobre ter 37 anos. Gostei da preocupação, mas, calma, está tudo ok. Estava apenas a fazer inventário e balanço. Conclusões: tenho de dar mais atenção às pessoas e ser menos ranzinza.]

 

37 anos é muito ano

Tenho um lembrete no telemóvel a dizer "Sara" e não faço ideia de que se trata. Sara, quem quer que sejas, se me estás a ler, desculpa. Estou toda queimada!

Acordei às 06.00 hoje depois de ter dito especificamente que queria dormir até querer como presente de aniversário.

A minha mais velha preparou-me o pequeno-almoço.

Mamã, o meu sonho é NÃO ser bailarina

Poppy_Ballet Shoes.jpg


Estar tarde é dia de apresentação do ballet. Fica pomposo dizer as coisas assim mas na cabeça da minha filha a descrição mais adequada é:
"Dia em que finalmente acabo com esta m.... do ballet que a minha mãe tanto aprecia mas que eu odeio de morte. Livra!".

Devo confessar que eu própria me sinto aliviada. Ela só faz porque lhe disse que tem de fazer. Não porque seja um ogre mas porque inicialmente ela me pediu e uma vez inscrita achei que tinha de concluir a tarefa. Mais um momento de tough love, no fundo. Quando lá está até se diverte e no ano passado surpreendeu-nos com o
muito que tinha aprendido, mas, claramente, a Madalena não é a princesa Poppy, não quer ser a primeira bailarina e não
quer brincar ao "Fame".
Próxima paragem: taekwondo.

Pág. 1/5

Atrás das teclas

foto do autor

Instagram

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D