Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Quem sai aos seus

Para a Madalena, para a Teresa e para a Francisca.

David e Golias (mas com o Golias a levar vantagem)

Descobri, através da minha amiga Mónica (minha amiga, viste Sérgio?) que a Well's, a parafarmácia da Sonae, tem agora serviço de manicure, pedicure, depilação e, por aí fora, nos seus estabelecimentos. Centros de estética, no fundo. O que eu gosto desta ideia é zero. Menos que zero, aliás. Primeiro, há uma razão familiar, na qualidade de irmã de uma pessoa que tem uma parafarmácia. Vejo o esforço que empresas pequenas fazem para contrapor o ataque massivo de conglomerados como a Sonae e fico possessa. É impossível combater isto. E, pior, depois de terem ajudado a destruir o tecido produtivo nacional esmagando as margens de agricultores e pescadores, agora fazem grandes eventos de apoio ao produto nacional. Eventos esses em que o português come e bebe por tuta e meia, sem nenhuma noção dos custos de cada coisa, e depois vai tudo para casa elogiar o senhor Belmiro de Azevedo, esse grande e frugal que muda de grande carro pouquíssimas vezes. Coitadinho.

Ser feliz, não. Fazer-se feliz

A coordenadora da escola disse-me que está tudo a correr bem com a Madalena. A correr bem, não. Disse uma coisa muito mais extraordinária: "Ela é uma menina que vibra com todas as actividades". E eu fiquei tão contente.Tão contente que poderia ter chorado (nada de novo, portanto!). Isso tem muito a ver com o que escreveu a Joana, a minha amiga Menina Rapaz: "Há pessoas que não aprenderam a felicidade quando eram crianças. Nem a generosidade. Ou a tolerância. Há pessoas que não sabem ser felizes". E que bom que ela verbalizou isto.

Claro que todos os pais desejam que os seus filhos sejam felizes, mas o que parece que nos esquecemos é que não se é feliz. Tornamo-nos felizes. É uma 'coisa' que se vai construindo. Bem, claro, que eu acredito que uma alimentação equilibrada ajuda. A sério que acho. No fim das contas, isto é tudo químico. Mas aprender a ser feliz é das melhores ferramentas que uma pessoa pode aprender. Não deve haver uma receita. Deve ser um daqueles assuntos em que uma pessoa tem de estar sempre alerta...

Coisas bonitas

O brasileiro Marcelo Rosenbaum, designer e 'Querido Mudei a Casa' do programa 'Caldeirão do Huck' (Globo), grande descoberta recente, é dos tais que acredita que o lugar que habitamos faz a diferença nas nossas vidas. Como uma casa melhor e mais colorida, mesmo na favela, pode fazer a diferença. Vai estar em Portugal para uma conferência da Experimentadesign 2011 no sábado, dia 1, no cinema S. Jorge, às 16.00.
Dou um rim para poder ir ver (por favor, não tomar literalmente).

Casa dos Segredos 2

Deus é testemunha de como eu gosto de um mau programa de televisão e em teoria eu seria pessoa para gostar desta 'Casa dos Segredos 2', mas, gente que faz casting, que cromos são estes? Tirando talvez a 'mamalhuda', cujo grande motivo de interesse é ser 'mamalhuda', não encontro ali uma pessoa que chame à atenção. Bom, há mais uma: a que usa óculos. Parece-me tão deslocada, pelo aspecto, dos restantes que chama a atenção. Os rapazes parecem-me todos iguais. É que nem os distingo.

Isto dito, que saudades de um bom reality show. Vá, 'Peso Pesado'. Não me falhes!

Incompreensíveis coisas de mulheres

O blogue Mulher 7x7 da revista Época é o meu novo fétiche. A Martha Mendonça (editora-assistente da publicação) lança o repto: 10 coisas que não entendo sobre mulheres - mesmo sendo mulher. Acompanho-a em várias dúvidas:

 

- Como conseguem usar saltos tão altos?

- Como conseguem usar calcinhas enterradas no bumbum? (uma coisa são tangas, outra um certo tipo de cuecas que é pior do que um espartilho)

- Onde guardam tantos sapatos? (Aqui, a minha interrogação é mais com a roupa: onde guardam tantos casacos de Inverno?)

- Como gostam de unhas decoradas?

- Como conseguem se maquiar com o carro em movimento?

 

Acrescentaria:

 

- Porque é que vão aos pares à casa-de-banho? Já pode ter acontecido (devia querer 'cuscar' alguma coisa) mas jamais me recordo de, na minha vida adulta, ter achado que precisava de companhia para tal coisa.

- De onde lhes vem a ideia de que conseguem fazer várias coisas ao mesmo tempo? (A questão não é fazê-las. Isso também sou capaz. É fazê-las bem! E isso, lamento, mas não costuma acontecer. Por algo se inventou o provérbio "depressa e bem, não há quem).

 

E, pronto, este é o meu contributo para um final de domingo. É isto ou a 'Casa dos Segredos' (e temos MESMO de falar sobre isso).

Pág. 1/7

Atrás das teclas

foto do autor

Instagram

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D