Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Quem sai aos seus

Para a Madalena, para a Teresa e para a Francisca.

Às minhas filhas, futuras estagiárias

A não ser que estejam numa dessas profissões em que sobram lugares para os candidatos que existem no mercado, por favor, nunca, mas nunca mesmo, se apresentem para estágio e durante o dito digam, a propósito de certas tarefas, que não as querem fazer... A sério, não fica bem. Trust me...

Post para aqueles pais cujos filhos contam até 20 em zulu aos 12 meses

Acontece a todos. Num dado momento uma pessoa cruza-se com um pai ou mãe ou avó que diz qualquer coisa como "ai, o meu /nome da criança/ ainda não fez nove meses e já se levanta a tudo" ou "já come sozinho" ou "já salta com os pés juntos" ou "canta em sueco e conta até 20 em zulu". Pois, a sério, a próxima pessoa que me venha com esta conversa vou responder-lhe à letra com a verdade, toda a verdade e nada mais que a verdade: que a minha filha Teresa, apesar de não falar, não andar e não ter dentes, é muito mais gira e esperta do que estes prodígios. Se calhar, deviam preocupar-se com isso.

 

E isto, independentemente, de eu, com a Teresa, ter passado a fazer parte daquele grupo de mães odiosas que dizem dos seus filhos coisas como "é uma santa para dormir", "nunca me deu uma má noite", "é um anjo". Totalmente irritante! EU SEI... Já estive do outro lado...

 

 

 

Fato na praia e vestido de noite para as limpezas

Como seria de esperar, bastou uma manhã para esta notícia, a propósito de um conjunto de recomendações de vestuário na Universidade Católica, se tornar a coisa mais importante das nossas vidas. Cá por mim, o que me chateia é a que uma universidade ache que tem de chamar a atenção para o caso. Já sei que este é o género de coisas que fazem as pessoas saltarem das cadeiras -- então e a liberdade individual? -- como se por acaso não existisse um larguíssimo espectro entre ir para as aulas de uniforme e aparecer trajado para a praia.

O primeiro filme...

Apresento-me perante vós, quase pós-graduada, com a sensação de dever cumprido e, mais do que isso, sabendo um bocadinho mais hoje do que sabia há nove meses quando pisei a Católica pela primeira vez para estudar Televisão e Cinema (é disso que se trata no fundo).

Deixo-vos aqui o resultado final, um documentário de 10 minutos chamado "O Primeiro Filme de... António-Pedro Vasconcelos", ideia para uma série de documentários com realizadores.

 

 

Se vocês não forem as minhas filhas podem não ver. Se forem, aconselho ver até aos créditos. Acho que vão gostar. Como disse à Rita, minha colega nesta empreitada (juntamente com o Miguel), acho que daqui a 20 anos não terei muitas coisas materiais para vos deixar, mas esta já ninguém vos tira.

 

Custou-me um pouco, a mim e a todos cá em casa, este último ano. Foi uma correria, sempre com o credo na boca para chegar aos sítios a horas, sempre com medo de não conseguir concluir o projecto, mas, pronto, está feito.
Considerem isto também uma espécie de ensinamento 2 em 1 que a vossa mãe vos dá: estudem para aprender e não para terem diplomas; nunca deixem de querer fazer coisas novas porque estamos sempre, sempre a tempo de ficarmos mais perto do que sonhámos para nós mesmos.

Concentrada em bons exemplos

Acabo de escrever uma série de textos grandes em pouco tempo. Digamos que o que tinha planeado fazer em uma semana ficou concentrado em três dias. Mas não me importo. E não me importo por uma razão muito simples que não é só eu gostar mesmo do que estive a fazer. Gosto de saber que há alguém do outro lado. A directora disse-me que o que queria, disse-me quem ia editar, ela ligou-me e estamos coordenadas. Vou mandando tudo e no fim do dia fazemos um balanço. Como ela é organizada e preocupada eu tenho mais vontade de fazer tudo bem. Sempre que mando um mail procuro juntar bem as fotos, pôr as datas, etc. Acho que realmente o que quero dizer é que os bons exemplos inspiram-nos. Aprendemos com quem faz mal mas também somos tocadas por quem faz bem...

Atrás das teclas

foto do autor

Instagram

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D