Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Quem sai aos seus

Para a Madalena, para a Teresa e para a Francisca.

Coisas que a mamã odeia #1

 

Estes boiões até podem dar muito jeito, em caso de tremor de terra ou cheias ou assim uma catástrofe natural qualquer, mas dizerem-me que isto substitui a fruta é demais. Primeiro, e espero que apareça aí a Raquel, nutricionista, para me apoiar, não entendo como é que a ASAE ou a nossa FDA  portuguesa ou qualquer outra instituição que tenha este pelouro permite que se venda um produto que diz que substitui a fruta. A fruta!!! Não são os chocolates, as gomas, os douradinhos... Não, é a fruta. Segundo, para que se quer realmente uma coisa que substitui a fruta. Dá muito trabalho descascar uma laranja, lavar uma maçã, roer um pêssego. Escapa ao meu entendimento. Uma das melhores coisas que Deus nosso Senhor deitou à terra e esta gente a querer estragá-la...

Nada mais revigorante do que discutir com as 'gajas' do centro de saúde

As administrativas do meu centro de saúde têm a mania de fazer parecer que qualquer consulta que me arranjam é uma caridade que me fazem. Já andava para lhes dizer isto há três consultas atrás e foi mesmo hoje. "Você não me está a fazer nenhum favor. Se não tenho médico de família é responsabilidade vossa, não minha". E porquê? Porque no dia fresco que esteve ontem disse-me para lá estar às 14.30 quando a consulta afinal era às 19.00. Claro que a médica me atendeu logo e ainda me deu razão. Neste momento a minha maior ambição é conhecer os cérebros privilegiados que decidiram que a organização das unidades de saúde se faz desta forma. Só me apetece citar a minha amiga Cristina: "Lina, não sei se sabes mas há pessoas estúpidas".

"Eu quero poupar! Eu quero poupar!"

Algumas pessoas dirão que isto são os genes (piada!), mas eu acho muito bonito o apego que a Madalena tem ao seu porquinho Baby (aquele mealheiro do BES). Começou por reconhecê-lo nas dependências do banco (passávamos por duas no caminho para a escola) e cantávamos a música do anúncio. Agora anda pela casa a recolher moedas e ai de quem a contrarie. Grita com quantas forças tem: "Eu quero poupar! Eu quero poupar!". É favor não gozar. Está quase cheio!

 

Ah, e só para que conste: não somos clientes do banco.

Pág. 1/4

Atrás das teclas

foto do autor

Instagram

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D